PSIQUIATRIA
PSICOTERAPIA
ANÁLISE JUNGUIANA
Previous
Next
PSIQUIATRIA
PSICOTERAPIA
ANÁLISE JUNGUIANA
Previous
Next

Dra. Aline Machado Oliveira

A Dra Aline Machado Oliveira formou-se em Medicina pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em 2009 e concluiu sua residência médica em psiquiatria em 2013, com duração de três anos, na mesma Universidade.

Sempre demonstrou muito interesse pela Psicoterapia, uma subespecialidade da Psiquiatria. Então, especializou-se em Psicologia Clínica Junguiana pelo Instituto Junguiano do RS, em 2015, onde em breve concluirá sua formação como analista junguiana.

A Dra. Aline sempre teve como pensamento chave que a Psiquiatria e a Psicologia Junguiana complementam-se. Assim, ela consegue fazer um diagnóstico e tratamento preciso no paciente e não apenas diagnostica-lo com uma possível enfermidade psiquiátrica, como o Transtorno do Humor Bipolar ou o Transtorno Depressivo Maior, mas também consegue compreendê-lo de maneira profunda, entendendo sua maneira de lidar consigo mesmo, com os acontecimentos de sua vida e com as outras pessoas.

Nem sempre o paciente que se encontra em sofrimento emocional apresenta uma doença psiquiátrica, e por este mesmo motivo, os medicamentos psicotrópicos nem sempre estão indicados, podendo ser mais benéfico ao paciente, a realização de uma psicoterapia.
“Acredito em uma prática médica baseada na empatia, na escuta e na dedicação ao paciente. Acredito que o momento da consulta deve ser respeitado e valorizado, sendo importante que o médico tenha tempo para escutar o paciente e, desta maneira, compreendê-lo.”

 

ESPECIALIDADES

Psiquiatria Adulto / Ambulatorial

É uma das especialidades da Medicina responsável pelo diagnóstico e tratamento dos chamados Transtornos Mentais e de Comportamento, atuando com a prevenção, o diagnóstico, o tratamento e a reabilitação dos diferentes modos de manifestações das doenças mentais em geral.

Psicoterapia

A psicoterapia já foi chamada de cura pela fala.
Suas origens estão na medicina antiga,na religião,na cura pela fé e no hipnotismo.
Ao final do século XIX tornou-se atividade médica exclusiva dos psiquiatras.
No decorrer do século XX outros profissionais passaram a exerce-la: clínicos, psicólogos, enfermeiros,assistentes sociais,ultrapassando as fronteiras do modelo médico.
É um método de tratamento mediante o qual um profissional treinado ,valendo-se de meios psicológicos, especialmente a comunicação verbal e a relação terapêutica,realiza uma variedade de intervenções com o intuito de influenciar o paciente,auxiliando-o a modificar problemas de natureza emocional,cognitiva e comportamental.
Envolve uma interação face a face e distingue-se de outras modalidades de tratamento por ser muito mais uma atividade colaborativa entre o paciente e o terapeuta do que uma ação unilateral,exercida por alguém sobre outra pessoa.

Transtornos de Humor

Os transtornos do humor são transtornos mentais nos quais as alterações emocionais consistem em períodos prolongados de tristeza excessiva (depressão), de exaltação excessiva ou de euforia (mania), ou ambos. A depressão e a mania representam os dois extremos opostos, ou polos, dos transtornos do humor.

Um transtorno do humor é diagnosticado quando a tristeza ou euforia é excessivamente intensa, e acompanhada por determinados sintomas típicos e compromete a capacidade funcional física e social do indivíduo.

Quando apenas a depressão ocorre, é chamado de transtorno unipolar. Outros transtornos do humor, denominados transtornos bipolares, envolvem episódios de depressão que se alternam com episódios de mania. A mania sem depressão (chamada mania unipolar) é muito rara.

Ter um transtorno do humor, especialmente um que envolve a depressão, aumenta o risco de apresentar outros problemas, como a incapacidade de realizar as atividades cotidianas e manter relacionamentos, perda do apetite, ansiedade extrema e alcoolismo. Aproximadamente 15% das pessoas com depressão não tratada terminam a sua vida ao cometerem suicídio.

FORMAÇÃO

Médica, Universidade Federal de Santa Maria, 2009

Médica Psiquiatra, Universidade Federal de Santa Maria, 2014

Especialista em Psicologia Clínica Junguiana, Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul, 2015

Analista Junguiana em formação, Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul, 2019

Idiomas

Português

Inglês

Membro:

1(1)
2(1)

Dra. Aline Machado Oliveira

CREMERS: 33319

RQE: 28041

TRATAMENTOS

Depressão

1(2)

Transtorno Mental caracterizado por tristeza persistente ou perda de interesse ou prazer em atividades, prejudicando significativamente o dia a dia.

As origens da depressão são biológicas, psicológicas e sociais. Cada vez mais as pesquisas sugerem que esses fatores podem causar mudanças na função cerebral, incluindo alteração na atividade de determinados circuitos neuronais no cérebro.

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

6
Doença crônica que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade.
Em geral, o TDAH começa na infância e pode persistir na vida adulta. Pode contribuir para baixa autoestima, relacionamentos problemáticos e dificuldade na escola ou no trabalho.
Os sintomas incluem falta de atenção e hiperatividade.
Os tratamentos incluem medicamentos e psicoterapia.

Dependência Química

Considerado um transtorno mental, além de um problema social pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a dependência química é tida como doença crônica, que comumente atinge indivíduos que fazem o uso constante de determinadas drogas. O portador desse tipo de distúrbio acaba por não conseguir conter o vício, afetando sua vida psíquica, emocional, física e, consequentemente, a vida social.

Insônia

Problemas persistentes para dormir e permanecer dormindo.
A maioria dos casos de insônia está relacionada a maus hábitos de sono, depressão, ansiedade, falta de exercícios físicos, doença crônica ou certos medicamentos.
Os sintomas podem incluir dificuldade para dormir ou permanecer dormindo e não se sentir descansado.

O tratamento para a insônia consiste na melhoria dos hábitos de sono, na terapia comportamental e na identificação e controle das causas subjacentes. Também é possível o uso de psicotrópicos, que devem ser prescritos pelo médico psiquiatra, seus efeitos colaterais devem ser monitorados.

Ansiedade

Transtorno mental caracterizado por sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que são fortes o bastante para interferir nas atividades diárias.

Exemplos de transtornos de ansiedade: transtorno do pânico, transtorno de ansiedade generalizada e transtorno de estresse pós-traumático.

Os sintomas incluem estresse desproporcional ao impacto do evento, incapacidade de superar uma preocupação e inquietação.

O tratamento inclui terapia ou medicamentos, incluindo antidepressivos.

Tristeza Crônica

É um estado de tristeza e de desânimo constante. Não há épocas melhores e piores, mas sim uma sensação emocional crônica tão negativa que costuma durar mais de dois anos.

 A origem é orgânica e hereditária, sendo muito comum em mulheres, mas os homens também podem apresentá-las.

Transtorno do Humor Bipolar

Transtorno associado a alterações de humor que vão da depressão a episódios de mania ou hipomania (euforia).

A causa exata do distúrbio bipolar não é conhecida, mas acredita-se que seja influenciado por uma combinação de fatores como genética, ambiente, estrutura e química do cérebro.

Os episódios maníacos incluem sintomas como euforia, dificuldade para dormir e perda de contato com a realidade. Já os episódios depressivos são caracterizados por falta de energia e motivação, além de perda de interesse nas atividades cotidianas. Os episódios de alteração de humor podem durar dias ou meses e também podem estar associados a pensamentos suicidas.

Transtornos de Personalidade

Os Transtornos de Personalidade são um grupo de doenças mentais em que os traços emocionais e comportamentais de uma pessoa são mal ajustados. Mas o que exatamente é um traço de personalidade? É simplesmente um aspecto duradouro do comportamento de uma pessoa. Por exemplo: sua tendência à sociabilidade ou ao isolamento, à desconfiança ou à confiança nos outros, e assim por diante.

Um transtorno é diagnosticado quando esses traços de personalidade apresentam um “desvio” significativo em relação a outras pessoas e são muito inflexíveis, prejudicando a adaptação da pessoa a situações do dia-a-dia e causando sofrimento e incômodo em seus relacionamentos pessoais e outras áreas de sua vida.

São exemplos destes transtornos: Transtorno de personalidade narcisista, obsessivo-compulsiva, antissocial, borderline, entre outros.

Transtorno de Personalidade Boderline

Transtorno de personalidade borderline é um transtorno mental grave caracterizado por um padrão de instabilidade contínua no humor, no comportamento, auto-imagem e funcionamento.

O diagnóstico é feito com base nos sintomas.
Os sintomas incluem instabilidade emocional, sensação de inutilidade, insegurança, impulsividade e relações sociais prejudicadas.
Os tratamentos incluem psicoterapia ou, em alguns casos, medicamentos. A hospitalização ajudará se os sintomas forem graves.

DEPOIMENTOS

CONTATO

Aline Machado Oliveira - Doctoralia.com.br

Deixe aqui sua mensagem para a Dra. Aline!

Responderemos em breve!

Nossos Números

Tel: (51) 3714-4930

Tel: (51) 98023-6227

Estamos aqui

Av. Benjamin Constant, 1010 – sala 307 – Centro, Lajeado – RS- CEP: 95900-104

Todos os Direitos Reservados Dra. Aline Machado Oliveira  © – 2020

Desenvolvido por MMelo Assessoria